MITO #4: ONG não pode vender produto

ONG-NAO-PODE-VENDER-PRODUTO

Pode! Quem nunca comprou uma camiseta, caneta ou qualquer outra bugiganga de uma campanha de arrecadação de recursos de alguma organização? Além disso, existem várias organizações com verdadeiros comércios, lojas virtuais e serviços logísticos complexos para garantir que esta venda gere receita o suficiente para manter muitas outras atividades da própria organização. Um exemplo é o conceito de bazares, mercadorias recebidas como doação que são posteriormente vendidas como produtos para arrecadar recursos. Há também organizações de inclusão social que produzem artesanato ou outras mercadorias e comercializam estes produtos para sua própria manutenção.
A questão é que, ao vender produtos, a organização deve se enquadrar na legislação convencional, emitindo nota fiscal quando necessário, praticando as regras de mercado e atendendo às certificações e solicitando as permissões solicitadas pelos órgãos responsáveis. Este é um fator super importante pois com a profissionalização do terceiro setor torna-se fundamental o respeito a legislação vigente para evitar surpresas no futuro da organização.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s