Thanksgiving e Empréstimo Social

Agradecer. Eu que não nasci nos Estados Unidos fui obrigado a acreditar que todo dia é dia de agradecer as pequenas coisas que a gente tem. Fui criado num ambiente em que nunca me foi necessário olhar de fora para entender o quão agradecido eu deveria ser por tudo o que tive.

Hoje tive a oportunidade de participar de um momento muito interessante: um jantar de Thanksgiving, organizado pelos meus colegas americanos na Índia, onde trabalho para uma organização francesa, parte de um programa israelense gerido por um australiano. Ah, e eu, único brasileiro nessa brincadeira.

E eu que só queria uma quinta-feira sossegada, passei o dia inteiro tentando entender o porquê de todo esse entusiasmo. Além de todo o agito pela minha casa, recebi dezenas de newsletters de organizações americanas desejando uma feliz celebração e coisas do gênero. Uma delas me chamou a atenção e resolvi compartilhar pela pertinência.

Desde o ano passado, invisto uma pequena parcela do meu dinheiro em um site chamado Kiva. É um conceito inovador chamado empréstimo social, parecido com o princípio do microcrédito, mas sem o banco como peça fundamental. Aqui, a peça fundamental é sensibilidade, confiança e, claro, uma bela análise de risco e investimento (as taxas de retorno ao investidor normalmente são bem mais altas do que as oferecidas por quase qualquer outra aplicação e as taxas para quem pede um empréstimo são bem inferiores às cobradas por qualquer instituição financeira).

Na newsletter de thanksgiving, um pensamento simples: “O que dar de presente à alguém que já tem tudo? A oportunidade de ajudar que ainda não o tem”. A proposta é dar de presente um cartão com créditos em dólar para investir em iniciativas sociais disponíveis no site do Kiva.

Muito simples: você acessa o banco de dados do site, faz uma busca por país, tipo de empréstimo solicitado, tempo de retorno e etc, lê a história e as motivações de quem esta solicitando o empréstimo e faz um empréstimo online. O site se encarrega de enviar periodicamente o status do seu investimento e no fim das contas, você acaba recebendo uma boa taxa de retorno (sem nem colocar em palavras o impacto que essa contribuição fez na vida de outra pessoa).

Resumindo: nesse thanksgiving, seja você americano, indiano, francês, israelense, australiano, brasileiro ou qualquer outra coisa, aproveite para agradecer o que você já tem de forma ativa. Não só com dinheiro, mas com alguma atitude que mude a maneira de pensar das pessoas e contribua para a construção de um mundo mais justo. Daqui, eu vou tentando.

Obs: A foto do começo do post é da Sem Rei, uma mulher no Cambodia que solicitou U$800 de empréstimo via Kiva para comprar mais porcos e garantir a subsistência da sua família. Sete pessoas de diferentes partes do mundo emprestaram essa quantia e em 6 meses já tem mais de 70% do seu investimento de volta. Ela paga U$80 por mês – por que ela escolheu assim – e a intermediação é feita por uma Ong parceria chamada Hattha Kaksekar Limited (HKL) focada em microcrédito. (Optei pelo Cambodia em homenagem aos mortos no incidente dos últimos dias)

Outros sites de Empréstimo Social (Social Lending):

Kiva – http://www.kiva.org/ (EUA)

Prosper – http://www.prosper.com/ (EUA)

Zopa – http://uk.zopa.com/ZopaWeb/ (Reino Unido)

FairPlace – https://www.fairplace.com.br (Brasil)


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s